Nossos parceiros

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Poesias do Jhon: O Jogo da vida


  Descobrir que nem só de alegrias posso viver
  É preciso chorar para se aprender a viver.
  Pessoas vão, pessoas vem, algumas com
  passagens curtas, já outras ficam eternizadas
  na memoria. O dia nem sempre é azul, temos
  tempestades, temos trovoadas, mas tudo é
  superado se houver força de vontade para
  continuar, para melhorar.

  Erros são normais
  e se tornam lições valiosas de como jogar
  esse jogo, o jogo do mais forte, o jogo do
  mais esperto. 
  Não há tempo de chorar, de
  lamentar o que passou, o tempo é feito para
  se aprender para se reerguer, para construir.

  Nada vem de graça, tudo é fruto de planejamento,
  de pensamentos, de ações. Sonhe, lute e conquiste,
  não lamente o que perdeu e o que passou.
  Espere e tenha paciência e vencerá, pois a vida é essa, uma
  poesia de altos e baixos, acertos, erros, fracassos.
  Ninguém é bom o bastante, ninguém é tão ruim para sempre errar,  basta acreditar e se esforçar
  que as vitórias da vida virão.

  ...


terça-feira, 25 de abril de 2017

Recolha suas lágrimas e mantenha-as em seu bolso


  Sabe, nem sempre falar sobre o que estamos sentindo é fácil, e nem mesmo falar sobre qualquer coisa é fácil, na boa, nada é fácil. Se fosse fácil, eu diria o quanto estou confusa com tudo que tem acontecido, eu teria tomado uma atitude e me posicionado, teria dito que eu não queria me envolver pra não ter a chance de quebrar meu coração outra vez, eu teria dito isso sim, com todas as letras, pontos e virgulas. Mas eu não disse absolutamente nada.

   É difícil pensar, quando a cabeça está uma bagunça. É difícil falar, quando a garganta dá um nó. É difícil respirar, quando a gente sente que está morrendo. É difícil enxergar, quando os olhos estão cobertos por lágrimas. É difícil não chorar, quando cada parte do corpo dói. É físico ou psicológico? Tem um meio termo?


  "Você tem que ser forte, nada de ficar chorando pelos cantos" eles dizem. "...recolha suas lágrimas, mantenha-as em seu bolso..." a música ecoa pelos fones e eu tento obedecer. Eu tento pensar, falar, respirar, enxergar e não chorar, mas cada tentativa é falha, e isso me enlouquece. Eu posso simplesmente ignorar o que estou sentindo e seguir em frente, mas eu não sou assim, eu não posso mudar agora, mesmo sabendo que pode ser a coisa certa a se fazer. Eu não posso. Guardar as lágrimas não torna as coisas mais fáceis, isso não diminui a dor, só adia, e desde quando isso é algo bom?


  A gente não tem a obrigação de ser forte o tempo todo, é válido fraquejar, e isso não nos torna mais ou menos, só mostra que somos humanos. Em todo caso, a gente só segura enquanto dá, enquanto não dá pra desabar e nem perder a linha, mas quando acontece pode ser que tudo se resolva, enquanto isso a música ainda ecoa "The sharp knife of a short life, well I've had just enough time...", e eu recolhe lágrimas, magoas e tudo que me sufoca. E morro um pouco mais, em silêncio.





domingo, 23 de abril de 2017

Vídeo: Desafio tente não rir (cusparada)


Heeey pessoal, tudo bom?

  No post de hoje eu trouxe pra vocês um vídeo que gravamos lá pro canal, e que como todos os outros, tá bem cagadão! (risos) Mas espero que vocês deem algumas risadas com nossas cara de capivara. :)




  Como sempre não tem jeito, a  gente vive fazendo merda nos vídeos, mas fazer o que né!? Deixem nos comentários algum outro desafio que vocês querem que a gente faça (mas não queremos apanhar na rua heim gentche! #PELAMORDIDEUS) haha


Um queijo, uma goiabada e muitos abraços quentinhos!
Até o próximo post!