Nossos parceiros

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Resenha: Psicose - Robert Bloch


Título original: Psyco
Autor: Robert Bloch
Editora: DarkSide
Páginas: 240
ISBN: 9788566636154
Nota: 4/5



Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas.O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964. São, portanto, quase 50 anos sem uma edição no país, sem que a maioria das novas gerações pudesse ler a obra original que Hitchcock adaptou para o cinema em 1960.Uma história curiosa envolvendo o livro é que Alfred Hitchcock adquiriu anonimamente os direitos de Psycho e depois comprou todas as cópias do livro disponíveis no mercado para que ninguém o lesse e, consequentemente, ele conseguisse manter a surpresa do final da obra.Em Psicose, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. O livro, junto com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror, inspirando um número sem fim de imitações inferiores, assim como a criação de Bloch, o esquizofrênico violento e travestido Bates, tornou-se um arquétipo do horror incorporado a cultura pop.

    Imagine só, você tendo uma vidinha mediana, um emprego que lhe paga por volta do salario minimo, um namorado(a) legal com quem você se casaria se não fosse a distancia entre duas cidades, e de repente um dia você vê a oportunidade de ter a vida que sempre quis bem ali ao alcance de suas mãos....Muito tentador né?! Acha que resistiria a tentação? Bom, Marion Crane não resistiu.... Apresento a  vocês a obra prima de Robert Bloch, Psicose.

     Então booklovers, esse nome não deve ser estranho a alguns de vocês, tendo em vista que esse livro inspirou o clássico filme de terror de mesmo nome dirigido genialmente por Alfred Hitchcock. O livro narra a historia de Marion Crane, uma mulher que trabalha em uma imobiliária que em uma sexta feira motivada pelo desejo de ter uma vida melhor com seu namorado, Sam, decide roubar o dinheiro de uma grande venda que foi realizada no dia, 40 mil dolores para sermos mais exatos ( que hoje não parece muito, mas voltando a época onde a historia se passa, em meados dos anos 60,70 era quase uma fortuna). A ideia era pegar o dinheiro e fugir para encontrar seu namorado, que nada sabia, na cidade onde ele morava e fugir para algum lugar onde pudessem desfrutar do dinheiro do roubo. Mas o que Marion não esperava era que ao decidir buscar abrigo de uma tempestade e passar a noite em um hotel de beira da estrada próximo da cidade de Sam, o Bates Motel , Marion vivenciaria o maior terror de sua vida nas mãos do estranho e aparentemente inofensivo Norman Bates....

     O fato do Filme de 1960 ter feito um sucesso estrondoso muito se deve ao fato do livro ser espetacular. Robert Bloch tem umas sacadas geniais, e logo no começo da historia já temos uma amostra de porquê esse livro é tão importante para historia dos filmes de terror, vocês com toda certeza em algum momento de suas vidas já viram em algum desenho, filme ou seriado alguma referencia a uma cena em que um personagem está tomando banho e um tempo depois aparece atrás da cortina a sombra de uma mão com uma faca....


pois é, essa é de Psicose, e embora ela se passe logo no comecinho a historia dali pra frente a trama só melhora. O autor consegue criar momentos de tensões de tirar o folego durante todo o livro e faz com que você entre totalmente na mente de Norman Bates e isso na minha opinião é uma das coisas mais sensacionais do livro, porque embora a gente acompanhe tudo o que ele faz de ruim (para "proteger" aquela figura dominadora que é a mãe dele), ele acaba se tornando um daqueles vilões que definidamente apaixona os leitores. A narrativa flui muito bem e de forma alternada, ou seja, cada capitulo tem como foco um personagem  por exemplo no começo a narrativa tem como foco a Marion, depois o Norman B., depois la no meio do livro o foco muda para o Sam e a irmã da Marion e um detetive que investiga o roubo na imobiliária e o o sumiço de Marion C., volta pro Norman Bates  e assim vai até que o livro converge para aquele final INCRÍVEL, serio é muito bom esse final.
Então se você viu o filme e gostou, ou é apaixonado por literatura de terror, faz favor de parar tudo o que você ta fazendo e vá ler PSICOSE.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá,
Gostariamos muito de saber a opinião de vocês sobre o blog, os posts e até sobre nós se vocês quiserem. Mas também gostariamos de pedir que moderassem nas palavras, para que não haja más interpretações.

A opinião de vocês é muito importante para nós.

Beijoo Beijoo ...